Quando Deus aparece


Tem uma crônica da Martha Medeiros chamada “Quando Deus aparece” que nunca esqueci. No texto, ela descreve situações cotidianas em que ela vê a presença de Deus, e nos pergunta: quando Deus aparece para você? Hoje, resolvi responder.

Deus aparece pra mim quando estou sozinha. Quando fecho os olhos, respiro fundo e sinto ele ali, dentro de mim. Uma intimidade só nossa. Deus aparece também quando estou rodeada de pessoas que amo. No abraço verdadeiro, no olhar confortante, no sorriso vibrante do próximo. Deus aparece no sol, quando sinto ele na minha pele me envolvendo em uma energia única.

Deus aparece minha tia avó sorri com ternura. Deus aparece na minha mãe, o tempo todo, quando ela coloca amor em tudo que faz, sempre buscando tornar minha vida mais feliz. Quando ela pergunta se estou chegando em casa ou pede para eu mandar o endereço da festa que estou indo. Deus aparece quando meu pai aperta meu nariz como forma de carinho, e me transporta para a infância, quando eu detestava que ele apertava meu nariz assim.

Deus aparece quando uma criança sorri pra mim na janela do carro ao lado. Quando vejo uma mãe buscando seu filho na porta de uma escola, correndo para abraçá-lo. Na mãe que trabalha arduamente, as vezes em vários empregos, para dar uma vida melhor aos  seus filhos, abrindo mão dos próprios sonhos. No pai que chega do trabalho cansado e dedica alguns minutos para brincar com seus filhos antes deles dormirem.

Deus aparece no casal de velhinhos que caminha de mãos dadas. No andar sutil e lento de um idoso, que vive a vida com esforço, mas a vive, pois ela vale a pena até o fim. Vejo Deus no frentista feliz que me dá um bom dia revigorante antes de eu pedir que ele abasteça meu carro. Vejo Deus nos vendedores ambulantes da praia, que trabalham sob o sol para nos servir, cada um com sua arte, sua comida, seu feito. Deus aparece nos amigos de longa data, que te conhecem do avesso e te amam com todos os seus defeitos, ou justamente por causa deles.

Deus aparece quando vejo uma mulher torce de verdade pelo sucesso da outra, que fortalece a outra, contrariando toda a competitividade em que foram condicionadas pela sociedade. Deus aparece na mesa farta e na família reunida sobre ela. Deus aparece nos cachorros, sempre prontos para dar amor sem receber nada em troca. Deus aparece na minha gatinha de estimação, que chega silenciosa, senta no meu colo e fecha os olhinhos, apenas para sentir meu calor humano. Deus aparece nas pessoas boas e honestas que  existem, e ainda bem que são muitas.

Poderia ficar até amanhã dando exemplos de quando Deus aparece pra mim. Deus está em tudo. Deus está dentro de mim, dentro de você. Basta ter sensibilidade para enxergar. E para você, quando Deus aparece?

Por Renata Stuart

Posted on by Renata Stuart in Reflexão

About Renata Stuart

Renata Stuart tem 28 anos e é mineira, de Belo Horizonte. Se não fosse comunicóloga, seria psicóloga. Gosta de se jogar, e mergulhar nas intensidades da vida. Nas palavras, encontra uma forma de colocar pra fora seu olhar sobre a vida! Escreve sobre o que sente, o que vê, o que ouve ou o que der vontade.

Add a Comment