Palavra do Dia – Pablo Neruda


Saudade

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida

Saudade é sentir que existe o que não existe mais

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

— Pablo Neruda — 

Posted on by Renata Stuart in Entre Aspas

About Renata Stuart

Renata Stuart tem 28 anos e é mineira, de Belo Horizonte. Se não fosse comunicóloga, seria psicóloga. Gosta de se jogar, e mergulhar nas intensidades da vida. Nas palavras, encontra uma forma de colocar pra fora seu olhar sobre a vida! Escreve sobre o que sente, o que vê, o que ouve ou o que der vontade.

3 Responses to Palavra do Dia – Pablo Neruda

  1. Jeniffer

    Já vi esse poema/poesia em outro blog e tinha tudo a ver com o texto que a autora tinha escrito, enfim, o poema é lindo, não conheço muito o autor,mas ele tem lindas palavras.

    Beijos ><

  2. Luciana Souza

    Oi Renatinha
    Eu vi este poema em algum lugar (kkkkkk)
    Lindo! Saudade é algo muito da emoção, não cabe a razão.
    Bjão.

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com/

  3. Joicy Sorciere

    Bom, sou suspeitíssima em falar dessa poesia. Primeiro, pq amo Neruda, o poeta do amor. Segundo, pq esse poema retrata muito bem o que estou sentindo nos últimos dias. Apesar dos pesares, somos sortudos por sentirmos saudades. É sinal de que alguém muito importante está movimentando nossos sentimentos e nos deixando uma grande saudade. Doi, uma dor de querer voltar no tempo e aproveitar mais. Mas, como não é possível, então a gente fica com as recordações. Alguém disse que recordar é viver. Então viveremos…

    bjks

Add a Comment