Carta ao novo intercambista

bigstock-Traveler-silhouettes-at-airpor-52479226-1024x682

Olá, novo intercambista!
Bom, vou direto ao ponto.

Às vezes você vai surtar. E irá se perguntar porque está do outro lado do mundo trabalhando pesado, dividindo quarto e talvez até passando por certas dificuldades…sendo que a vida era tão mais “fácil” lá, na sua ZONA DE CONFORTO, no seu país.
Mas é bem assim: tudo INTENSO, ambíguo e as vezes meio sem sentido. Sim, em alguns dias você vai acordar desejando estar em casa. E no mesmo dia, vai dormir querendo morar aqui pra sempre. Louco, né?! Nada, bem normal por aqui.

É possível que você (embora não deveria) se apaixone algumas vezes. Mas daí você vai se dar conta de que aqui tudo VAI e VEM de forma rápida. Tudo parece ter uma proporção maior do que realmente é. Dai você – felizmente – irá descobrir que não era paixão, e sim carência. Não confunda, ok?!

Você vai superar seus LIMITES e descobrir que é mais autosuficiente que pensava. Você vai sentir muita SAUDADE, muita mesmo. Mas, de alguma forma, vai aprender a lidar com ela. Vai amar a LIBERDADE e se viciar nela. Vai perceber que o mundo está lá fora a sua disposição e nada te impede de explorá-lo. Vai descobrir que não precisa de todo aquele materialismo pra ser FELIZ. Colecionará mais MOMENTOS, e menos bens. Vai concluir que o verbo da felicidade é o “CONHECER”: lugares, pessoas, culturas e, claro, a SI MESMO.

Falando em conhecer pessoas, prepare-se: você vai fazer amizades preciosas. As vezes da noite pro dia. Sim, só quem vive essa experiência entende a força das relações que construímos por aqui. Você está sim, SOZINHO e, ao mesmo tempo, RODEADO. É incrível como, estando longe dos nossos queridos, acolhemos uns aos outros com todas as garras. É a FAMÍLIA que você escolhe – ou talvez o destino te oferece. O que nos fazem tão próximos? Os mesmos receios, as mesmas sensações e aprendizados. A melhor parte é essa – não economize, faça muitos amigos!

Você vai viver EXPERIÊNCIAS surreais e enriquecedoras! E talvez não perceba isso até que tudo passe, pois a ficha as vezes só cai quando nos distanciamos. Até você se ver contando casos para amigos, e se dar conta de quanta história você viveu em tão pouco tempo. Ah, falando em TEMPO, ele voa por aqui. Numa velocidade bem maior do que para aqueles que te esperam voltar.
Enfim, o resto você vai descobrir por si mesmo! Bem-vindo! Aperte os cintos e aproveite cada minuto. :)

Por Renata Stuart

Posted on by Renata Stuart in Reflexão

About Renata Stuart

Renata Stuart tem 26 anos e é mineira, de Belo Horizonte. Se não fosse comunicóloga, seria psicóloga. Romântica incurável, intensa e fã de pessoas, escreve para tentar entender o comportamento humano, os relacionamentos e a si mesma. Desistiu e chegou à conclusão de que a vida não se explica, se sente.

Add a Comment