» Renata Stuart

Distância, fique longe de mim!

Posted on by Renata Stuart in Reflexão, Textos de amor | 3 Comments

Se ela tivesse um gosto, seria amarga. E como é insensível, faz doer sem piedade e causa um vazio dentro do peito de quem é separado por ela.  O ponteiro do relógio parece mais lento, os dias se parecem iguais e o coração fica mais apertado. Sim, falo da distância, essa danada que anda sempre de mãos dadas com a saudade, outra desnaturada. Várias são as distâncias que nos acometem nessa vida. Tem a distância de quilômetros. De pessoas que …

Somos o que recordamos

Posted on by Renata Stuart in Reflexão, Resenhas | 2 Comments

Hoje assisti ao filme The Vow, que significa “O voto”, mas que, por algum motivo, foi traduzido no Brasil como “Para Sempre” .  Na trama, que é inspirada em fatos reais, um casal apaixonado e com poucos meses de casados (Paige e Leo) sofre um acidente que causa na mulher uma lesão cerebral, deixando- a sem a memória de curto prazo. Ou seja, ela se lembra de sua vida toda, mas não recorda absolutamente de nada dos últimos cinco anos …

Quando a princesa cai da carruagem …

Posted on by Renata Stuart in Textos de amor | 2 Comments

Aconteceu. Eu achei que esse dia não chegaria, mas, sim, finalmente, ele chegou. Eu amanheci mais disposta do que havia me deitado, mais leve, mais presente, mais ‘eu’ e menos ‘zumbi’. Era como se as lágrimas que derramei no travesseiro até pegar no sono tivessem sido os seus últimos vestígios dizendo adeus. Sim. Quando me olhei no espelho, percebi: Você não era mais parte de mim. Eu havia aprendido a andar de bicicleta novamente, sem rodinhas, sem você. Então não …

O mundo paralelo dos hospitais…

Posted on by Renata Stuart in Reflexão | 1 Comment

Ainda não chovia, mas o dia era nublado e frio. Voltando do estágio, cerca de 14h, lá estava eu no ônibus, de botas, cachecol, ouvindo minha música no fone de ouvido, pensando em mil coisas ao mesmo tempo, entre elas no trabalho de marketing que eu tinha que terminar, no banho que eu queria tomar quando chegasse em casa e, claro, na fome que eu estava (já que eu ainda não tinha almoçado). Mas eu não ia almoçar naquele dia. …

Nossa história em poucas linhas…

Posted on by Renata Stuart in Desabafos | 4 Comments

Tudo começou cedo demais. Eu era nova, você também. Mas ao mesmo tempo, foi tudo intenso demais. De uma amizade despretensiosa, nasceu um sentimento puro, verdadeiro, gostoso, natural. Daí vieram as coincidências, todas conspirando ao nosso favor.  Conversando, descobrimos que nossos pais se conheciam há mais de 20 anos, que meus pais te carregaram no colo, que meu pai já teve, antes mesmo de eu planejar vir a esse mundo, um comércio ao lado da sua casa. Aquilo foi incrível. …

À Mamãe – Maravilha

Posted on by Renata Stuart in Desabafos | 4 Comments

A gente se entende pelo olhar. Também pudera, os olhos dela foi a primeira coisa que vi desde que caí de paraquedas nesse mundo. Aliás, acho que foi a partir desse dia que minha vida passou a fazer sentido e que eu passei, de fato, a existir.  Depois disso, cada dia foi um cuidado especial, um carinho a mais, um gesto doce, um abraço confortante, um olhar amoroso. Ela nunca recebeu um manual de instrução, mas ela cumpre sua missão …

Me encontrei

Posted on by Renata Stuart in Desabafos | 13 Comments

Quem é você? Sempre achei difícil responder a esta pergunta. Preencher os irritantes ‘profiles’ das milhares de redes sociais ou até mesmo responder questionários para concorrer a uma vaga de emprego. Enfim, o fato é: Nunca me defini com facilidade. E nunca entendi o porquê dessa necessidade de se autorrotular. Quem eu sou? Cá pra nós, o que eu disser sobre mim realmente vai mudar algo sobre o que você pensa sobre mim? Acho que não. Posso até dizer minhas …

Entre Aspas – Clarissa Corrêa

Posted on by Renata Stuart in Entre Aspas | 2 Comments

Correria total, galera.  Nesse fim de semana, coloco crônica nova! Enquanto isso, desfrutem de um texto sensacional da grande Clarissa Corrêa. Entre culpas e certezas Ando cansada de carregar culpas que não são minhas. Sei que a frase parece estranha (e é), mas tem gente que acha que preciso saber todas as respostas. Logo eu, que nada sei. Verdade, quanto mais o tempo passa mais eu vejo que tenho muito o que aprender com a vida e as pessoas. Todo …

A doçura de não fazer nada

Posted on by Renata Stuart in Desabafos | 3 Comments

  Assistindo o filme “Comer, Rezar e Amar” me deparei com uma frase dita pelos italianos que me deixou pensativa e, ao mesmo tempo, me identifiquei na hora: A doçura de não fazer nada. A doçura de não fazer nada pode estar contida num simples domingo de ócio ou num feriado como o de hoje, que parte a semana no meio, dando uma pausa, uma chance de renovar as energias perdidas no cansaço rotineiro. Claro, viajar e explorar novos territórios …

Quando a paixão faz as malas…

Posted on by Renata Stuart in Textos de amor | 14 Comments

Tenho que confessar. Hoje, depois de anos ao seu lado, descobri que não sou mais apaixonada por você. Me dei conta disso em uma conversa descontraída com meu primo. Eu, intrusa como sou, perguntava como andava o namoro dele, se ele estava apaixonado pela moça e tudo mais. Ele, de forma crua e objetiva, disse: “Apaixonado não, acho esse sentimento muito forte para definir o que sinto”. Eu, boquiaberta, questionei: “Mas como você namora alguém sem estar apaixonado?” E ele, …